Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       
Conheça os ativos em destaque, lançamentos e informações.




Doxiciclina Hiclato
Tratamento de doenças transmitidas pelo carrapato

Mecanismo de ação: antibiótico tetracíclico, que age pela ligação à subunidade 30S do ribossomo bacteriano, inibindo a síntese proteica. Sua ação é bacteriostática, possui amplo espectro de ação, incluindo bactérias, alguns protozoários, Rickettsia e Ehrlichia.

Indicações: A doxiciclina hiclato é geralmente a medicação de escolha para o tratamento de doenças transmitidas pelo carrapato em animais. É utilizada para o tratamento de infecções causadas por bactérias e alguns protozoários, Rickettsia e Ehrlichia. Pode ser utilizada em gatos com infecções causadas por Mycoplasma ou Chlamydophilia felis (Chlamydia psittaci).
A doxiciclina é sempre adicionada ao tratamento da dirofilária, devido a sua atividade contra o microrganismo Wolbachia.
Em equinos é utilizada para o tratamento da Erliquiose, mas também no tratamento de outras doenças, como infecções respiratórias, quando o tratamento é indicado.

Reações adversas e efeitos colaterais: as tetraciclinas podem causar necrose tubular aguda em altas doses e podem afetar a formação óssea e dos dentes em animais jovens. Contudo, a doxiciclina não foi relatada causando esses problemas em animais. A doxiciclina administrada por via oral nos gatos causa irritação esofágica, lesão tecidual e estenose esofágica. Isto pode ser causado por formulações sólidas presas ao esôfago. Dar água ou comida ao gato após a administração, para a chegada ao estômago, é recomendado para evitar este efeito. Quando administrada por via intravenosa em equinos, a doxiciclina pode ser fatal, porém, é administrada com segurança por via oral, contudo é possível a ocorrência de diarreia.

Contraindicações e precauções: não administrar em animais jovens devido ao risco de afetar as formações ósseas e dentárias. Caso formulações sólidas sejam administradas para gatos, deve-se lubrificar a cápsula ou administrar alimentos ou água em seguida, para assegurar a passagem para o estômago.

Interações medicamentosas: as tetraciclinas ligam-se a componentes que contem cálcio, o que diminui sua absorção oral. Porém este problema é menos observado com a administração de doxiciclina que de outras tetraciclinas.

Posologia: para cães e gatos recomenda-se a administração de 3,5mg/Kg a cada 12 horas por via oral ou 10mg/Kg a cada 24 horas, por via oral.
- Rickettsia (cães): 5mg/Kg a cada 12 horas.
- Ehrlichia (cães): 5mg/Kg a cada 12 horas por pelo menos 14 dias.
- Tratamento da dirofilariose: 10mg/Kg/dia, por via oral, administrada intermitentemente (4-6 semanas de intervalo) associado com ivermectina.
 
Documento sem título
 
 
 
 
 
 
   
 
   
Copyright © 2013 Todos os direitos reservados | Produzido por FrameSet