Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       
Conheça os ativos em destaque, lançamentos e informações.




Sucralfato
Prevenção e tratamento de úlceras gástricas

Indicações: o sucralfato é utilizado na prevenção e tratamento de úlceras gástricas. No uso clínico existem poucas evidências da prevenção de úlceras induzidas por anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs).
Quando administrado por via oral protege o tecido ulcerado, promovendo sua cicatrização.

Mecanismo de ação: o sucralfato dissocia-se no estômago em sacarose octasulfato e hidróxido de alumínio. A sacarose octasulfato se polimeriza em uma substância viscosa e espessa, que cria um filme protetor ligando-se a mucosa ulcerada.
Apresenta afinidade pelas cargas negativas no tecido lesado, protegendo a mucosa pela prevenção da difusão dos íons de hidrogênio e inativação da pepsina e adsorção do ácido biliar.

Reações adversas e efeitos colaterais: Devido a não adsorção do sucralfato, ele é livre de efeitos colaterais.

Interações medicamentosas: o sucralfato pode diminuir a absorção oral de outros medicamentos administrados por via oral por quelar-se com o alumínio (como as fluoroquinolonas e tetraciclinas). Administrar esses outros medicamentos, no mínimo, 30 minutos antes do sucralfato. Se misturado com outros medicamentos, principalmente antimicrobianos, pode ocorrer inativação.

Posologia:
Cães: 500 – 1000mg a cada 8-12h por via oral.
Gatos: 250mg a cada 8-12h por via oral.
 
Documento sem título
 
 
 
 
 
 
   
 
   
Copyright © 2013 Todos os direitos reservados | Produzido por FrameSet