Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       
Conheça os ativos em destaque, lançamentos e informações.




Trilostano
Tratamento de hiperadrenocorticismo (HAC) ou síndrome de Cushing

Descrição: Esteroide sintético que inibe a síntese cortisol, aldosterona e andrógenos adrenais, indicado para o tratamento de hiperadrenocorticismo (HAC) ou síndrome de Cushing.

Farmacologia: Trilostano é um inibidor competitivo e reversivo da enzima 3-beta hidroxiesteróide desidrogenase, esta enzima é responsável pela conversão de pregnenolona em progesterona e, uma vez inibida, bloqueará a conversão de progesterona em cortisol, mineralocorticoides e esteroides sexuais.

Posologia:

- Cães: 2 a 10mg/kg/V.O. a cada 24h ou dividido em duas vezes ao dia. Em casos mais severos, doses de até 50mg/kg foram administradas divididas em duas tomadas sem incidência de efeitos colaterais.

- Felinos: Iniciar com 7mg/kg/V.O. a cada 24h ou dividido em duas vezes ao dia.

Contra indicações: Não usar em pacientes gestantes. Usar com cautela em portadores de insuficiência hepática ou renal. Não administrar Trilostano com inibidores de ECA, cetoconazol, aminoglutamina, mitotano, diuréticos poupadores de potássio e suplementos a base de potássio.

Efeitos adversos: Letargia, inapetência, desequilíbrios hidroeletrolíticos leves, vômito e diarreia. Raramente ocorre hipoadrenocorticismo. Dividir a dose em duas tomadas ao dia ou administrar o medicamento em dias alternados, reduzem os vômitos e diarreias.

Observações: As doses devem ser ajustadas individualmente a partir de resultados de testes de estimulação com ACTH (hormônio adrenocorticotrófico). Administrar o medicamento sempre junto às refeições.
 
Documento sem título
 
 
 
 
 
 
   
 
   
Copyright © 2013 Todos os direitos reservados | Produzido por FrameSet