Documento sem título
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       
Conheça os ativos em destaque, lançamentos e informações.




Enrofloxacina
Antibiótico com ação contra bactérias gram-positivas e gram-negativas



A enrofloxacina é um antibiótico com ação contra bactérias gram-positivas e gram-negativas, E. coli, Klebsiella pneumoniae, Staphylococcus aureus e epidermidis, Pausteurella multocida, proteus mirabilis, Mycoplasma spp e Rickettsia ricketsii. As fluoroquinolonas são indicadas para o tratamento de infecções no trato genito-urinário, incluindo prostatite, infecções dérmicas e infecções respiratórias.

- Mecanismo de ação: a enrofloxacina age pela inibição da DNA girase na bactéria, inibindo a síntese de DNA e RNA.

- Indicações: por ser um antimicrobiano com amplo espectro de ação, é indicado no tratamento de diversas doenças infecciosas de cães e gatos, causadas por bactérias gram-positivas, gram-negativas, espiroquetas e micoplasmas sensíveis à enrofloxacina, tais como:

• Infecções do trato respiratório: pneumonias, broncopneumonias e bronquites (agudas, subagudas e crônicas), causadas por Bordetella bronchiseptica, Escherichia coli, Pasteurella spp, Streptococcus spp, Staphylococcus spp, Pseudomonas spp, Klebsiella spp e Mycoplasma spp.

• Enterites (agudas, subagudas e crônicas), gastroenterites, diarréias e demais afecções do trato digestivo, de etiologia infecciosa, causadas por Escherichia coli e Salmonella spp.

• Infecções dérmicas: piodermites, causadas por Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Staphylococcus intermedius, Escherichia coli, Pseudomonas spp e Proteus mirabillis.

• Infecções do aparelho genito-urinário: nefrite, pielonefrite, cistite, orquite e prostatite, causadas por Escherichia coli, Staphylococcus spp, Proteus spp, Streptococcus spp, Pseudomonas spp, Enterobacter spp, Klebsiella spp e Mycoplasma spp.

• Otites causadas por Staphylococcus spp, Streptococcus spp, Pseudomonas spp e Proteus spp.

• Profilaxias nas infecções pós-operatórias.

- Doses: Cães: 5 a 20mg/kg/dia V.O durante 5 dias consecutivos. Em casos de infecções crônicas ou persistentes, sempre a critério do Médico Veterinário, o tratamento poderá se estender por 10 dias consecutivos.

- Contra-indicações: deve-se evitar o uso em animais jovens (cães de 4-28 semanas são mais sensíveis) pois pode causar lesão na cartilagem. Entretanto, estudos toxicológicos mostraram que alguns animais (principalmente gatos) podem apresentar anormalidades visuais como degeneração da retina e cegueira, ao receberem doses acima de 20 mg/kg de peso corporal por mais de 4 semanas. Recomenda-se não exceder a dose terapêutica indicada para esta espécie. Não é recomendado o uso em gatos com menos de 8 semanas de idade.

- Efeitos adversos: altas concentrações podem causar toxicidade ao SNC, especialmente em animais com insuficiência renal. Ocasionalmente pode causar náuseas, vômito e diarréia, principalmente quando administrado em altas doses.
 
Documento sem título
 
 
 
 
 
 
   
 
   
Copyright © 2013 Todos os direitos reservados | Produzido por FrameSet